3ª ExpoVale transforma potencial produtivo em oportunidade de negócios

Analice Rodrigues, esvaziando estande com a venda de produtos como a castanha | Foto: Márcio Pinheiro

No segundo dia da programação do Circuito TecnoAgro Amapá – 3ª ExpoVale, que segue até sábado, 7, no Parque de Exposição da Associação dos Criadores do Vale do Jari (Crivaj), no município de Laranjal do Jari, os visitantes puderam conhecer expositores locais e de outros municípios, além de prestigiarem um show gospel, que antecedeu o início do rodeio.

Nessa noite de quinta-feira, 5, os expositores foram visitados e puderam mostrar o conteúdo levado até a ExpoVale, com a intenção de promover os serviços prestados por cada um. Entre os 20 estandes, apenas seis são da capital Macapá. O restante é do Vale do Jari, que engloba os municípios de Mazagão, Laranjal do Jari e Vitória do Jari, no Amapá, e Almeirim, no Estado do Pará.

Desses expositores locais, alguns trabalham com produtos de extrativismo, como é o caso da Associação das Mulheres do Alto Cajari (Amac). A produtora de castanha Analice Rodrigues, 53 anos, faz parte da associação da comunidade e disse que está feliz em poder participar do evento. “Trouxemos diversos produtos derivados da castanha para apresentar aos visitantes como é feito o nosso trabalho. Somos mais de 100 mulheres de garra, que batalhamos todos os dias para tirar nosso sustento”, ressaltou Analice que está esvaziando o estande dela com a venda dos seus produtos.

Os demais apresentam serviços como: internet; energia fotovoltaica; animais de raça; tecnologias; máquinas para o campo; movelaria; entre outros, como o Chopp da Vovó, que está desde a 1ª ExpoBúfalo comercializando o produto e atraindo cada vez mais apreciadores dos sabores regionais.

Show Gospel e Rodeio

O show gospel foi comandado pela banda Manancial, de Laranjal do Jari, e pela cantora Jucy Ramalho, que prepararam o ambiente com louvores e adoração para o início do rodeio da ExpoVale.

Após o show, os peões fizeram a oração inicial para começar as apresentações. Foram 15 competidores, disputando quem durava oito segundos em cima do boi, buscando garantir pontos para o ranking classificatório. Critérios como postura, tempo e desempenho do animal são avaliados a cada montaria.

O evento é realizado pela RL Produções e pela Federação de Rodeio Amapaense (Ferap), com uma grande estrutura de palco, arquibancadas, área vip, camarote executivo, som, sistema de segurança, telão de LED, iluminação e atrações de rodeio.