IBGE: Amapá teve crescimento de 141% de estabelecimentos e de 72% na área plantada

Resultados do Censo mostram aumento de 141% nos estabelecimentos e alta de 72% na área total

O Censo Agro 2017 identificou 8.507 estabelecimentos agropecuários no Amapá, em uma área total de 1.506.294 hectares. Em relação ao Censo Agro 2006, essa área cresceu 72% (632.506 hectares, o equivalente a 97% da área de Macapá).

Entre os estabelecimentos com 1.000 ha ou mais, houve aumentos tanto em número (mais 3) quanto em área (mais 414.112 ha). Sua participação na área total passou de 71,7% para 69,1% de 2006 para 2017. Os estabelecimentos entre 100 e 1000 ha viram sua participação na área total cair de 20,5% para 20%. Entretanto, a área total teve aumento (mais 121.038 ha) e tiveram um aumento de 664 unidades.

Quanto à condição legal da terra, a proporção de estabelecimentos em terras próprias caiu de 65,1% para 58,5%, e a participação destes estabelecimentos na área total também diminuiu de 93,3% para 86,8%. Já a proporção de estabelecimentos com terras arrendadas caiu de 1,2%, em 2006, para 0,4%, em 2017, e a participação da modalidade na área total caiu de 0,4% para 0,3%.

Em 2017, havia 30.719 pessoas ocupadas nos estabelecimentos agropecuários. Em 11 anos, isso representa um aumento de 19.125 pessoas, incluindo produtores, seus parentes, trabalhadores temporários e permanentes. A média de ocupados por estabelecimento aumentou de 3,3 pessoas, em 2006, para 3,6 pessoas, em 2017. O número de tratores cresceu 304% no período e chegou a 376 unidades. Em 2017, cerca de 237 estabelecimentos utilizavam tratores.

Destaca-se, ainda, que 1.036 produtores utilizaram agrotóxicos em 2017, um aumento de 341% em relação a 2006. O uso de irrigação também se ampliou, com aumento de 468% (1.174 estabelecimentos a mais). Além disso, o acesso à Internet nos estabelecimentos agropecuários estava presente em 1.553.

Cerca de 18,5% dos produtores disseram nunca ter frequentado escola e 55,9% não foram além do nível fundamental. Já a participação de mulheres na direção dos estabelecimentos aumentou, chegando a 15,6%. Em 2006, as mulheres representavam 10,3% dos produtores.

Esta divulgação preliminar do Censo Agropecuário 2017 traz informações sobre as características do produtor agropecuário e dos estabelecimentos; a condição legal das terras e do produtor; pessoal ocupado; infraestrutura dos estabelecimentos; características da pecuária e da produção vegetal (efetivos e produtos da silvicultura, horticultura, floricultura, extração vegetal, lavouras permanente e temporária), entre outros temas.

Fonte: Unidade Estadual do IBGE no Amapá