Jesus Pontes, da ACRIAP, e José Renato, da DIAGRO, celebram certificação em Paris

O presidente da ACRIAP, Jesus Pontes e o presidente da DIAGRO, Renato Ribeiro

A sintonia do presidente da ACRIAP, a Associação dos Criadores do Amapá, Jesus Pontes, com o presidente da DIAGRO, a Agência de Inspeção e Defesa Agropecuária do Amapá, mostra bem como a chamada PPP [Parceria Público Privada] pode acontecer perfeitamente e produzir resultados palpáveis. Os dois também estão em Paris, integrando a delegação do Brasil e celebram a certificação do rebanho brasileiro país como “livre com vacinação” da febre aftosa.

Para José Renato, este foi o seu maior desafio desde que assumiu em 12 de agosto de 2016 a presidência da DIAGRO, em solenidade no Palácio do Setentrião. Ele recebeu do governador o maior questionamento da carreira, sobre como e em quanto tempo o Amapá poderia superar a barreira da febre aftosa. O ideal passou então a ser perseguido, degrau a degrau, saindo do alto risco, para médio risco e agora livre com vacinação. José Renato Ribeiro é servidor público e médico veterinário. Desde 1990 desenvolve suas atividades na iniciativa pública e privada, incluindo o gerenciamento de fazenda de rebanho bovino de corte para mercado interno e externo. Em 1994 integrou o quadro de servidores do Estado, passando por diversos setores do serviço público. 

 

Pecuária

                         Jesus Pontes e Renato Ribeiro registram nas redes sociais a satisfação com feito histórico do Amapá

Jesus Pontes, uma jovem liderança do setor do agronegócio, é do tipo pragmático, tanto que desde que assumiu a direção da ACRIAP passou a fazer a interlocução entre poder público e iniciativa privada, comemorando os feitos e os números do setor. “O setor produtivo do Amapá precisa estar organizado pra aproveitar as oportunidades de novos negócios com a abertura da fronteira agrícola com a produção de grãos no cerrado amapaense e também da saída do Amapá do quadro da febre aftosa’, avalia Pontes. 

Como experiência profissional Jesus Pontes atuou como economista no governo do estado do Amapá, participou da equipe que captou recursos do Banco Mundial – BIRD (Projeto Comunidades Duráveis) e Banco Interamericano de desenvolvimento – BID (Programa de melhoria da qualidade de vida do Amapá) e foi coordenador das equipes executivas e coordenador de programas de cooperação na Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Amapá – ADAP. Também presidiu a Companhia de Gás do Amapá – GASAP. Atualmente é o presidente da Associação dos Criadores de Animais do Amapá – ACRIAP que congrega a classe dos pecuaristas do estado do Amapá é membro fundador da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado do Amapá – APROSOJA-AP. Onde exerceu o cargo de Diretor Financeiro no biênio 2014/2016.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO: