Docas de Santana opera embarque de 32 mil toneladas de milho com destino à China

 
 
O navio Podhale está realizando, no porto da Companhia Docas de Santana, o carregamento de 32 mil toneladas de milho, que terá como destino a China. A operação começou na tarde da última sexta-feira, 23, e deverá render para o Município de Santana cerca de R$ 550 mil, provenientes do recolhimento de 5% relativos ao Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) e do rateio do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). 
 
O milho, proveniente de Mato Grosso do Sul, foi transportado pela rodovia BR-163 até a Estação de Transbordo de Carga (ETC), em Miritituba, Itaituba-PA, de onde foi carregado nas barcaças da Companhia Norte de Navegação e Portos (CIANPORT) até o porto de Santana. 
 
Segundo o diretor operacional da Companhia Docas de Santana, Victor Hugo Holanda da Silva, uma operação como a que está sendo realizada no porto traz impactos econômicos significativos para o município, haja vista que movimenta “desde o entregador de marmita até o operador portuário”, além de exigir toda uma logística, com a contratação de mão de obra direta e indireta. 
 
Ele acrescentou que o Porto de Santana, pela sua posição geográfica privilegiada e pela nova política de gestão da Companhia Docas de Santana, tornou-se um ponto estratégico de carregamento e transbordo de produtos para várias partes do mundo e adiantou que até o final de agosto há a perspectivas da atracação de mais um navio carregado com fertilizantes. 
 
“Será mais uma das muitas operações no porto para contribuir com a economia do Município de Santana e do Estado do Amapá”, acrescentou o diretor.
 
 
Texto: Emanoel Jordânio, Historiador
(Blog Santana do Amapá)
DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO: