Febre aftosa: Amapá ultrapassa meta nacional e vacina 96% de seu rebanho

O Governo do Amapá finalizou o levantamento de dados sobre a campanha de vacinação contra a febre aftosa 2017. Os números apontam que o estado ultrapassou a meta nacional, de 90%, e igualou, a princípio, o resultado da campanha de 2016, que foi de 96% de cobertura vacinal. Em números absolutos, os municípios Itaubal, Serra do Navio e Pedra Branca do Amapari; além da região do Rio Araguari, fecharam em 100% de animais vacinados.

O diretor-presidente da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro), José Renato Ribeiro, destacou o empenho do governo junto aos produtores para que a campanha pudesse atingir as metas iniciais. “Nosso grupo trabalhou incansavelmente com os criadores para chegarmos a estes resultados, pois sabemos das dificuldades que enfrentamos no campo e somente com empenho de todos, conseguimos alcançar o objetivo planejado”, frisou.

Os criadores que ainda não vacinaram ainda podem realizar o procedimento. É preciso ir a uma unidade da Diagro e pedir autorização para comprar vacina. Assim, o produtor poderá vacinar e em seguida fazer a declaração, mas ele será multado por causa do atraso.

Quem fez a declaração parcial da vacinação é considerado inadimplente e não pode movimentar seus animais, ou seja, fica impedido de emitir a Guia de Transporte Animal (GTA). Outra preocupação da Diagro é com aproximadamente 3% dos produtores que não apresentaram nenhuma informação sobre a campanha de vacinação. “Nós vamos até esses produtores e, em caso de não terem vacinado, o estado faz a vacinação, mas o proprietário comprará a vacina, pagará um taxa de serviço e ainda será multado pelo órgão”, declarou o diretor-presidente da Diagro.

Dessa forma, o governo espera vacinar 98% do rebanho amapaense, ou até mesmo, sua totalidade, estimada em 340 mil cabeças, entre bovinos e bubalinos. “Sabemos que ainda temos muito serviço, mas certamente alcançaremos nossa meta. Os grandes criadores do Amapá já fecharam sua vacinação; o que temos agora são os pequenos produtores”, disse José Renato.

Amapá livre da aftosa com vacinação

O Amapá foi o último estado a ser certificado como livre da aftosa com vacinação, no dia 5 de dezembro, mas será um dos primeiros a ser reconhecido como área livre sem vacinação. Com a mudança de status sanitário e com a certificação internacional, o Amapá vai começar a exportar a carne com expectativa de negócios promissores.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO: