Grupo Heineken lança programa de capacitação cervejeira para moradores da periferia

Objetivo é fazer do conhecimento cervejeiro uma porta de entrada para as oportunidades de trabalho no setor.

Camila Teixeira

A parceria entre o Grupo HEINEKEN no Brasil e o Instituto da Cerveja Brasil (ICB), firmada em 2019 com o intuito de democratizar o conhecimento cervejeiro no país, ganha mais um capítulo. As empresas uniram-se a Leandro Sequelle, educador social e fundador da Graja Beer, cervejaria artesanal nascida no Grajaú, periferia da Zona Sul de São Paulo, e criaram o programa de capacitação cervejeira para moradores da periferia. O objetivo do projeto é fazer do conhecimento cervejeiro uma porta de entrada para as oportunidades de emprego desse crescente setor que representa 2% do PIB brasileiro.

Ao todo, mais de 30 turmas serão formadas até 2023. A turma inaugural, que também será o piloto do programa, acontece em novembro deste ano nas instalações da Graja Beer, na comunidade do Grajaú. A partir de janeiro de 2021, a iniciativa começa a percorrer o país e passará por 10 comunidades de cidades como Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE).

O programa de capacitação cervejeira é gratuito e tem duração de três dias, totalizando 20h de aulas presenciais. Os únicos pré-requisitos para se inscrever são: ter mais de 18 anos; ser alfabetizado e se interessar pelo universo da cerveja. Não há necessidade de formação mínima ou experiência anterior. Para contribuir com o aumento da representatividade feminina no setor e com a independência financeira igualitária, 50% das vagas serão destinadas às mulheres das comunidades.

 “Acreditamos que por ser uma bebida tão popular e democrática, a cerveja tem o poder de contribuir igualmente para a melhoria da sociedade e das relações humanas. Nosso projeto une educação cervejeira, comunidade, alegria, diversidade e a potência de um novo amanhã. A parceria HEINEKEN, ICB e Graja Beer celebra o melhor do nosso mercado cervejeiro e o melhor do nosso povo”, celebra Leandro Sequelle.

A grade de conteúdo abordará conhecimento sobre a cerveja, a cadeia e o mercado cervejeiro e a formação em serviços do setor para atuação em bares e restaurantes. Ao final, os alunos serão avaliados e receberão um certificado de que estão aptos a atuar como vendedores, promotores, garçons, chopeiros, entre outras atividades.

Para o ICB, a iniciativa marca o começo de uma nova fase do Instituto, que passa a atuar de forma mais ativa com responsabilidade social. “Acreditamos que a educação transforma a vida das pessoas. Esse é um grande passo, pois queremos, por meio da educação cervejeira, ajudar as pessoas da periferia a ingressarem no mercado de trabalho”, afirma Estácio Rodrigues, sócio fundador do Instituto da Cerveja.

“Acreditamos na cerveja como um elemento importante de conexão e queremos contribuir para o crescimento socioeconômico do país, em especial dos moradores e moradoras das periferias. A possibilidade de fazer isso de forma colaborativa com a Graja Beer, que está totalmente inserida nesse contexto, torna o processo ainda mais especial e alinhado com a forma como atuamos no país”, explica Thais dos Santos, Gerente de Comunicação Corporativa do Grupo HEINEKEN no Brasil.

A turma piloto do programa de capacitação cervejeira acontecerá de forma presencial, para uma turma de 30 pessoas, respeitando todas as regras de distanciamento e cuidados com a saúde e segurança, para a prevenção da covid-19. Os participantes do piloto serão diretamente selecionados pelo curador e participarão, ainda, da avaliação do conteúdo do curso. A partir de 2021, cada cidade e comunidade contempladas pela iniciativa serão comunicadas sobre o processo de inscrição.

Sobre o Grupo HEINEKEN no Brasil

O Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A (“Brasil Kirin”), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. O Grupo gera mais de 13 mil empregos e tem 15 unidades produtivas no país, sendo 12 cervejarias, localizadas em Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Pacatuba (CE), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE), duas micro cervejarias em Campos do Jordão (SP) e Blumenau (SC) e uma unidade de concentrados para refrigerantes em Manaus (AM). No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken, Sol, Amstel, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, a maior cervejaria da Europa. Guiado pela estratégia de sustentabilidade global Brew a Better World da empresa, o Grupo criou no Brasil o movimento Mais com Menos, focado em trabalhar o tema em seis principais pilares: consumo responsável, saúde e segurança, crescer com as comunidades, sustentabilidade na cadeia de fornecimento, redução das emissões de CO2 e proteção de recursos hídricos. Este movimento busca gerar reflexões, dentro e fora dos muros da companhia, sobre como fazer sempre mais, com menos impactos negativos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO: