Nova fábrica de ração deve reduzir os custos do cultivo de peixes no Amapá

Investidores querem gerar, inicialmente, 30 empregos diretos e cerca de 300 indiretos | Leidiane Lamarão

Após receber apoio do Governo do Estado, a fábrica de ração animal Nutrativo está finalizando a instalação no Distrito Industrial de Macapá e Santana. A empresa vai produzir ração para alevinos (peixes), suínos, cães e gatos. Assim, será possível reduzir os custos de cultivo de peixes no Amapá, uma vez que, atualmente, a ração para esses animais não é produzida no estado, o que eleva os gastos dos produtores.

Para se instalar no estado, a fábrica recebeu da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá) orientações técnicas sobre os incentivos fiscais estaduais, federais, Zona Franca Verde e também, quanto à localização do empreendimento. Com um investimento de mais R$1 milhão, os investidores garantem gerar, inicialmente, 30 novos postos de empregos diretos e cerca de 300 indiretos.

Com a nova fábrica, os criadores poderão adquirir o produto no mercado local, reduzindo o custo de cultivo de peixes em tanques, o que tornará a atividade mais rentável, além de reduzir o preço do peixe no mercado local e aumentar a produção, possibilitando o abastecimento interno e até a exportação.

Com o empreendimento em pleno funcionamento, os sócios Geraldo Bezerra e Marcos Tork garantem a produção de 10 toneladas de ração por hora. “Nós queremos comercializar não só para os criadores, iremos vender também, para os pequenos comerciantes a preços mais acessíveis. Pois o preço praticado hoje não é tão baixo, devido aos custos com a ração. E, com a fábrica aqui, os valores praticados irão reduzir”, declarou Geraldo Bezerra.

Outro setor que será aquecido com a instalação da fábrica é o da agricultura, com a plantação de milho, pois o alimento é um dos principais insumos para a produção da ração.

Para diretora-presidente da Agência Amapá, Tânia Maria, a Nutrativa chega num momento importante de retomada do desenvolvimento econômico do estado e dará contribuições significativas para o fomento do mercado local. “A fábrica é muito bem-vinda. Atrair indústrias para o Estado com geração de emprego e renda, em um momento como este, é importante e demonstra o quanto estamos compromissados em resguardar vidas, mas também, na retomada da economia. O Governo do Estado, através da Agência Amapá, continua cumprindo com o seu papel e sempre está de portas abertas para novos investimentos” ressaltou a Tânia Maria.

De acordo com os empresários, a fábrica entrará em funcionamento até o final de novembro.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO: