Pecuária Sustentável, a ressignificação do modo de produzir na Amazônia

O projeto Pecuária Sustentável foi iniciado em 2017 no estado do Pará | WEB

Acordar cedo, antes mesmo do dia clarear, tomar um café preto, subir na cela de um cavalo e reunir o gado para sair em busca de uma melhor pastagem. O descritivo na verdade é a rotina diária de homens e mulheres que lutam para sobreviver por meio da pecuária extensiva. Desde 2017, pelo menos para treze produtores rurais, criadores de gado de corte e leite essa realidade mudou, a chegada da pecuária intensiva com a adoção de boas práticas de manejo do pasto trouxe mais segurança aos pecuaristas que passaram a acreditar que é possível ter bons resultados a partir da pecuária.  

Mas, o que há de comum entre os pecuaristas que trabalham de forma extensiva para os produtores que aderiram a pecuária intensiva? O amor pela atividade que herdaram dos pais e a esperança de dias melhores para quem vive da criação do gado de corte ou de leite “Pesquisamos muito material lá atrás e não tínhamos segurança para aplicar na prática, ou aplicamos de forma incorreta, e com isso não tínhamos o resultado esperado. Com a assessoria técnica passamos a ser mais assertivos e o resultado veio de imediato, e o melhor, sem fazer investimentos astronômicos”, recordou o pecuarista Brunoro Giordano que possui uma propriedade na região de várzea e via com o descer e subir das águas o gado ganhar e perder peso a cada seis meses do ano.  

Manejo da pastagem

O diagnóstico inicial provou que é possível produzir de forma sustentável

Brunoro é apenas um dos treze pecuaristas de Oriximiná que aderiram ao projeto e que tem buscado junto aos demais pecuaristas que compõem o grupo a unidade para fazer o projeto obter resultados significativos. “Somente na mudança do manejo da pastagem e divisão das áreas em piquetes você já observa pasto sobrando. Jorce Petry [pecuarista que também integra o grupo] é um exemplo disso. Não corrigiu o solo mais dividiu sua área, implantou cochos e bebedouros e hoje tem pasto sobrando. Nosso maior avanço está na consciência, na forma de pensar e agir com responsabilidade rural, com mais planejamento e com isso mais acertos e resultados apareceram”, finalizou.

O Pecuária Sustentável é um projeto desenvolvido pelo Programa Territórios Sustentáveis, uma iniciativa de gestão integrada entre Agenda Pública, Ecam, Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), Mineração Rio do Norte (MRN) e Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid). O Pecuária Sustentável conta ainda com o apoio financeiro da Associação para Preservação da Floresta Tropical (Regnskgsföreningen).

 
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO: